quinta-feira, 4 de abril de 2013

Propriedade intelectual


Eu utilizo as notícias do público como motivo para a maioria dos meus posts. Como já disse, não é que as leia, mas servem de pretexto para dizer o que me apetece, que na maior parte das vezes está claramente, digamos, desfazado da realidade. Há no entanto duas razões para não as ler. Uma é a preguiça, aliás o mesmo motivo porque não consulto mais jornais, a outra o facto do Público bloquear o acesso à maior parte delas, bem como às colunas de opinião.

E eu não tenho nada contra isso. Acho muito bem que defendam a sua propriedade intelectual conforme poderem e o  mercado aceitar. Não deixo é de estranhar o chico-espertismo português de por um lado bloquear o acesso aos seus conteúdos e por outro utilizar vídeos alheios, retirados do youtube ou de serviços noticiosos, para ilustrar as suas notícias. Tenho no entanto a leve suspeita que não iam achar grande piada se os canais de televisão começassem, literalmente, a copiar as suas notícias e as apresentassem nos seus sites. Enfim, nunca mais temos eleições...

2 comentários:

O Sexo e a Idade disse...

Dois pesos, duas medidas...

RCA disse...

Três,quatro...