quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Patriarcado de Lisboa desconhece abusos sexuais na diocese

In Público

Suponho que a questão que permanece é, não sabem de nenhuns abusos sexuais ou acham normal o que por lá se passa?

6 comentários:

kiss me disse...

Obviamente sabem o que se passa lá. Não consideram é que seja abuso.

Maria D Roque disse...

Mateus 19,13-15 "deixai vir a mim as criancinhas...". Bons discípulos, a padralhada...

Dri disse...

pois...de qualquer das formas é assustador...
:(

Pedro Correia disse...

Era a maneira mais politico-correcta de sacudir a agua do capote !! Cambada de pedofilos

Sílvia disse...

Ora, não querendo defender esses casos, que claro têm que ser denunciados. Parece-me pouco lógico estarem sempre a bater no ceguinho. Na igreja, como em qualquer lado, há pedófilos, infelizmente. Se fosse apenas na igreja seria um mal menor e de mais fácil resolução!

É possível que o patriarcado desconheça os abusos, senão atentem nesta notícia: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/pedofilo-pede-perdao-mas-arrisca-22-anos

Os miudos foram violados pelo vizinho, durante 4 anos e os pais não sabiam.
Assim como deve haver violações em instituições, escolas, casas e sei lá mais o quê.

Sim, penso que o patriarcado tem que estar atento, assim como professores/funcionários nas escolas e instituições, os pais em casa, e todos nós um pouco, mas continuo a achar isso da igreja/pedofilia um deviar de atenções dos outros casos, que também têm que ser procurados e denunciados.

Sílvia disse...

É que estarem sempre a bater na mesma tecla faz as pessoas concentrarem a atenção naquilo, afastarem as crianças daquele "antro" e pensarem que está tudo a salvo, quando às vezes o mal está na porta ao lado.