segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Porto é uma nação

Sempre senti que vivo numa cidade especial. Frequentemente, mais do que gostaria, essa especialidade é por contraposição e resulta da inveja relativamente à capital. Não é fácil ser a segunda maior cidade do país, o filho mais novo que também quer chegar a casa depois da meia noite, mas não o deixam. O Porto, cidade, passa parte da sua vida a lamentar-se que também podia ser isto ou aquilo, mas a capital não quer, o poder não deixa, o dinheiro não vem.

Esta circunstância, aliada a proveniência da população, nativa ou vinda do norte, Trás-os-Montes e Alto Douro, gente dura e orgulhosa, que prefere quebrar a torcer, tornou-nos combativos e capazes de nos suplantar perante a adversidade. E é assim que por vezes, felizmente muitas, acontece qualquer coisa que nos lembra que realmente somos especiais. O Porto, clube, para isso muito contribui, corporizando esse espírito e demonstrando época após época que podemos ser donos do nosso destino e conquistar o mundo. Depois, há as pequenas coisas, aqueles sinais de irreverência e altivez, como a rejeição dos parques pagos nos centros comerciais.

É por isso com orgulho que vejo a eleição do Rui Moreira para presidente da câmara. Não tanto por estar certo que vá ser um excelente presidente, mas porque os partidos não nos apresentaram candidatos aceitáves, um também ele uma incógnita, o outro a certeza do descalabro, pelo que a cidade tomou nas suas mãos o seu destino, gerando e elegendo a solução. Bibó Puorto!

5 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns para o Porto porque em Braga também estamos de parabéns.O povo às vezes sabe o que faz.

MisS disse...

O Porto sempre me pareceu uma cidade razoável. Não é qualquer povo que elege um presidente que não gosta do maior símbolo da cidade. Os portuenses sempre souberam separar as coisas e ontem provaram isso mais uma vez. Chega de políticos de carreira, que pululam entre cargos políticos, subvertendo o princípio da democracia. Não sei se o Rui Moreira terá mãos para um barco daquele tamanho mas, pela coragem de tentar já merece a confiança!

pipinhaeheh disse...

O Porto não é uma cidade razoável, o Porto é uma Nação! Bibó Porto.

Gado Amarrado disse...

Estou emocionado...

pipinhaeheh disse...

Mau. Não vamos chorar pois não? :)