quarta-feira, 27 de março de 2013

Consumir metade do sal evitaria 6000 mortes por ano em Portugal

In Público

Ora aí está uma notícia totalmente inútil. Um claro reflexo da falta de profissionalismo que graça por aí. Onde é que está o quem, quando, onde, como? É que eu com isto não faço nada. Eu sei lá se sou eu ou quando é que vai ser. Para isto mais valia estarem quietos pá!

8 comentários:

MisS disse...

Vou deixar de tomar banho no mar...

Outra Metade disse...

Não venhas com indiretas, que já cortamos o sal em muita coisa ;)

RCA disse...

Não, não... a questão é mesmo se tu me tentas assassinar com batatas fritas ou rissóis de camarão... Ou quem sabe num mergulho na praia

Pedro disse...

O nosso pão tem o dobro do sal que o dos outros países, principalmente do norte da Europa. já prometeram fiscalização e regras, mas até hoje, nada.Para compensar bebam muita água e mesmo essa reparem na quantidade de sódio que contém pois varia muito consoante a marca.

RCA disse...

Pronto, já cá faltava uma opinião técnicamente sustentada...

S* disse...

Felizmente, até aprecio comida mais sem sabor.

Maria D Roque disse...

"Pãozinho sem sal" "Tão sem sal" "sal da vida"... não sejamos radicais, porque viver sem sal, não é de todo viver...

Anónimo disse...

*grassa