quarta-feira, 29 de maio de 2013

Competência, uma epifania

Graças ao Mak, finalmente encontrei a explicação para algo que me deixa sempre perplexo. O caso é que sempre me fez confusão ver alguns imbecis desatarem a falar durante uma reunião e ser atormentado pela dúvida se os gajos só têm lata e se estão a borrifar para o que pensamos ou simplesmente não têm a noção das barbaridades que estão a dizer. E não, não estou a falar das reformulações positivas, ao estilo "então o Sr. Eng. acha que devemos ir por aqui. Muito bem, genial, certamente vai ser espetacular!". Não! Estou a falar daquela malta que arranca a falar e passados dez minutos começamos a olhar para a agenda da reunião, na dúvida se entramos no gabinete errado.

É que quase no final do vídeo, o John Cleese diz uma frase absolutamente esclarecedora, que vou traduzir livremente para: 
"A maior parte das pessoas que é totalmente incompetente a fazer algo, não tem os conhecimentos necessários para perceber que está a ser totalmente incompetente no que está a fazer."
E esta inconsciência, meus caros, pela qual afinal de contas não os podemos culpar, finalmente explica porque é que as minhas reuniões de uma hora normalmente duram três...

5 comentários:

Mak, o Mau disse...

Antes de avançar, quero parabenizar-te de forma imparcial pelos sítios onde vais buascar referências. É de muito bom gosto :D

Tirando isso, essa parte é de facto fenomenal, porque quando ouvia certas coisas em reuniões ficava na dúvida "Mas este gajo acredita realmente no que está a dizer ou é uma coisa premeditada para gerar um efeito?"

Se fosse a primeira, eu teria pena, se fosse a segunda, confirmava que ele era um traste. Com o que o Cleese diz, abre-se uma terceira via - o tipo não sabe que o que está a dizer é uma nulidade, porque ele próprio não atinge muito mais do que a sua própria nulidade.

E, sendo assim, embora não podendo ficar mais contente por saber isso, pelo menos fico mais informado.

Gado Amarrado disse...

Eu cá, passo a olhar para eles numa perspetiva antropológica. Amibas, primatas...

Anónimo disse...

Tadinhos

Maria D Roque disse...

Mak e RCA, isso é a mais pura das verdades ! E tem mais, se ligarem um incompetente ao polígrafo , passa na maior porque acredita piamente ser competente naquilo que faz. O mesmo se aplica ao mentiroso crónico: Mentiroso 5- 0 Polígrafo e se derem mais dois minutos de desconto, ainda conta uma terceira história que manda a máquina de cangalhas....

Gado Amarrado disse...

:)