sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Nunca mais é Natal


E pronto, dou oficialmente por encerradas as festividades, que é como quem diz, porque este ano apanhei uma constipação que acabou em antibióticos, continua mal curada e me lixou a passagem de ano.

Como se não bastasse, nas próximas análises devem aparecer mais 40 ou 50 colesteróis, todos penteados e alinhados a olhar para a câmara do microscópio com ar de mânfios, porque este ano em momento algum se ouviu falar em bacalhau cozido e a ceia de natal iniciou-se com bacalhau com natas, passou por rolo de carne envolto em massa folhada e acabou com rabanadas quentes e doces nada tradicionais, como mousse de chocolate, tarte de amêndoa e um bolo com doce de ovos.

Domingo abate-se o pinheiro de natal e a emissão retoma a programação habitual.

7 comentários:

Maria D Roque disse...

Já comia tudo... então ainda falta muito para o Natal ??

RCA disse...

Pois... agora é sopa grelhados e água, que é para aprender... Porra, a porcaria do Bombom da Arcádia está a deixar-me a mão cheia de chocolate... e chá e tostas sem manteiga ou doce.

Maat disse...

hmmm, se calhar para o ano colo-me para ir a tua casa cear. é que essa ementa parece bem melhor do que a tradicional. se bem que eu também não como bacalhau, mas nos doces não fujo à tradição.
e ao menos tu tens força de vontade para comer grelhados agora. eu continuo a enfardar alheiras, hamburgers, bolos... sou fraca, pronto.

CM disse...

Não te faltou nada à mesa, como queria o outro!

PS- e como é que uma pessoa se livra das caixas de bombons sem ser a ...comê-los?

RCA disse...

Come-os :)

Sílvia disse...

Dá-as a quem queira comer... me, me, me!!

Anónimo disse...

???