quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Gaspar desafia deputados a proporem cortes na despesa do Estado

In Público

Se é para os outros fazerem o trabalho dele, estamos a pagar-lhe para quê?

E já agora que fique caladinho sobre o investimento do país na sua educação, porque das duas uma:
- ou é um calão do caraças e não aprendeu puto;
- ou a educação em Portugal ainda é pior que o se pensava.

6 comentários:

Maria D Roque disse...

... e ainda corremos o risco de sermos processados pela Microsoft, pelo uso pirata que tipo anda a dar ao Excel, pois que não acerta uma, e desacredita a fiabilidade do programa...

Sílvia disse...

Gado, acho que não entendeste, ele disse isso, de modo a que os outros não façam apenas discursos antipolíticos e apresentem soluções viáveis.
Caso seja ele a apresentá-las os outros recusam sempre. Como quando o Seguro defendeu o corte do número de deputados e os da própria bancada ficaram "ligeiramente chateados" e recusaram tal coisa!
Enquanto eles estiverem a puxar a brasa à sua sardinha, em vez de apresentarem soluções para o país, não adianta.

Sílvia disse...

http://m.publico.pt/Detail/1566531

Pedro disse...

Oh Sílvia chamar gado ao homem? Bom, mas era pior se lhe chamasse boi :))

Sílvia disse...

Comecei a ler o senhor (entenda-se o blog dele e não o próprio!) há pouco tempo, e por algum motivo chamei-lhe Gado, penso que teria um trocadilho no comentário alusivo ao próprio nome do blog, ou se calhar não, já não me lembro! Como eu não sei o nome próprio da pessoa em questão, como chamar-lhe RCA (que convem eu dizer apenas reparei já depois desse primeiro comentário onde lhe chemei Gado) me parece igualmente parvo, continuo a chamar Gado (não é, claramente, com a intenção de ofender, mas já nem me vejo a chamar outra coisa!! A não ser sr. Gado, mas isso é só ao domingo!! Lol

RCA disse...

Gado serve perfeitamente. Aliás é como eu me sinto sempre que o Vítor Gaspar aparece a propor mais uma medida.