terça-feira, 23 de outubro de 2012

Gestão de reuniões para totós...

Gosto dos livros de espionagem do Daniel Silva. E gosto particularmente da personagem principal, o  Gabriel Allon, um espião da Mossad, crente fervoroso naquela coisa do "olho por olho, dente por dente",  que passa a vida a envenenar mortalmente os inimigos com chumbo. Onde leem envenar, devem ler cravejar de balas.


É que a vida na empresa seria tão mais simples assim e, lamentavelmente, esta semana tem propensão para se complicar exponencialmente. Todas as técnicas para gestão de reuniões e mediação de conflitos começam a parecer-me curtas e estou mais ou menos convencido que era capaz de ajudar se me pudesse sentar no topo da mesa de reuniões e pousasse um revólver do lado esquerdo (é, para os mais atentos sou canhoto). Enfim, nunca mais é sexta...

2 comentários:

Maria D Roque disse...

Eu não ando aos tiros, mas tem dias em que apetece estrangular alguém, e vai daí vou dando uns calduços com mais força " na desportiva" , porque afinal eu sou mulher,e os homens são sempre homens, não é? Nunca dou para magoar ( nem poderia!), só para chamar a atenção... eheheheheh

Rosa Cueca disse...

A quem o dizes...estou tão, mas tão em modo: fuck this shit!